333bet -Depois do episódio de votação apertada no diretório municipal de Curitiba sobre o tema da candidatur

Diretório Nacional 333bet -do PT avalia candidatura à presidência

Depois órioNacionaldoPTavaliacandidaturaàpresidê333bet -do episódio de votação apertada no diretório municipal de Curitiba sobre o tema da candidatura própria do PT para as eleições na capital, o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) do partido, coordenado por Humberto Costa (PT-PE), em reunião com presença do presidente Lula, avaliou que o diretório nacional deve centralizar a decisão sobre a posição da sigla nas eleições em Curitiba. Passa após publicidade

De acordo com Angelo Vanhoni, presidente do PT na capital paranaense, de um total de 15 cidades analisadas, Curitiba (PR), João Pessoa (PB), Rio de Janeiro (RJ) e Recife (PE) passarão pelo debate nacional, apontado para o dia 26 de março.

Uma plenária no dia 7 de abril, com votação dos delegados do partido, vinha movimentando o debate nas chamadas zonais (núcleos regionais), que contam com participação da chamada militância de base. Porém, agora o calendário municipal está suspenso.

"Vamos acompanhar a discussão que acontecerá no diretório nacional. Logo após, convocaremos uma reunião do diretório municipal de Curitiba, para avaliar as decisões e, se for o caso, redefinir o nosso calendário de consulta aos filiados", afirmou Vanhoni em vídeo divulgado pelas redes sociais para a militância.

Disputa interna

De um lado, o agrupamento majoritário defende a chamada frente ampla. Tem como mentores da ideia Lula e a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, que articulam uma chapa encabeçada por Luciano Ducci (PSB), como desdobramento da aliança feita com Alckmin nas eleições de 2022.

Outras correntes partidárias (DS, AE, Trabalho, Base Luta e militantes independentes) defendem candidatura própria. Um dos principais nomes é a deputada federal Carol Dartora. O deputado federal Zeca Dirceu também se colocou como pré-candidato. Figuras do partido, como Requião, Giorgia Prates e Renato Freitas têm apoiado a ideia.

Protesto

Os militantes que defendem candidatura própria protestaram, em nota. "O anúncio da intervenção foi feito para impedir a vontade soberana da militância de Curitiba, que quer uma candidatura própria do partido. Repudiamos esse ato contra a democracia interna do PT. Um atropelo que terá graves consequências políticas para o projeto eleitoral em Curitiba", afirma o Movimento pela Candidatura Própria do PT em Curitiba, em nota data de 15 de março.

O Brasil De Fato Paraná publicou série de artigos de vários dirigentes e lideranças, a partir da pergunta "O PT deve ter candidatura própria?". Até agora, vemos os seguintes eixos de posicionamentos:

Frente Ampla

Candidatura e programa próprios

Candidatura própria e nenhum apoio a Ducci no primeiro e segundo turno

Frente ampla, porém com definição programática

Candidatura própria devido ao acúmulo de lutas contra a Lava Jato

Fonte: BdF Paraná

Edição: Pedro Carrano

Relacionadas

PT deve ter candidato próprio na disputa pela prefeitura de 13 capitais

PT não teve candidatura própria à prefeitura de Curitiba apenas uma vez desde 1985

PT espera eleger ao menos 15 prefeitos em Pernambuco em 2024, diz presidente do partido no estado

Outras notícias

Uso do nome de Deltan Dallagnol leva a pedido de impugnação de pesquisa eleitoral em Curitiba (PR)

Pelo direito de decidir pela cidade: o avesso da participação

Bruno Meirinho lança pré-candidatura à prefeitura pelo PSOL de Curitiba
  • Política de Privacidade

  • Redes sociais:


    Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

    Visitantes, por favor deixem um comentário::

    © 2024.cc777sitemap