lobo888 -O governador de Minas Gerais assinou, na última quinta-feira (14), um manifesto contra a prorrogação

Zema assina maniflobo888 -esto contra incentivos a estados

O governador de Minas Gerais lobo888 -assinou, na última quinta-feira (14), um manifesto contra a prorrogação até 2032 de benefícios fiscais ao setor automobilístico nos estados das regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste do país. Romeu Zema (Novo) foi criticado nas redes sociais pela postura, que foi classificada por alguns internautas como preconceituosa.

Continua após publicidade

:: Relembre outras vezes que Romeu Zema foi xenofóbico e preconceituoso ::

Além dele, outros governadores do Sul e do Sudeste, alinhados à direita e à extrema direita, também assinaram o texto. É o caso de Tarcísio de Freitas (SP), Claudio Castro (RJ), Eduardo Leite (RS), Ratinho Jr. (PR) e Jorginho Mello (SC). O argumento deles é de que o benefício gera desequilíbrio de investimentos.

Ainda assim, no marco da votação da reforma tributária, que tratou sobre o tema, os estados conseguiram estender os incentivos, que estavam previstos para acabarem em 2025.

Nas redes sociais, a deputada estadual Bella Gonçalves (PSOL) classificou a postura de Romeu Zema como “atrasada”.

“Zema agora quer levar seu projeto de destruição para outros estados. Deve ser complexo ter que migrar antipatia, já que em Minas está amuado, isolado e mal falado. Além de não compreender a dimensão do país, a importância do Nordeste e a potência da região, Zema se mostra mais uma vez distante da realidade do povo. Se mostra preconceituoso e sai de Minas para espalhar atraso”, publicou.

Reincidente

Não é a primeira vez que o governador de Minas Gerais é chamado de preconceituoso devido aos seus posicionamentos. Em agosto deste ano, Romeu Zema, em entrevista à imprensa, defendeu uma atuação mais incisiva do Consórcio Sul-Sudeste (Cossud), em busca de protagonismo político, e comparou os estados nordestinos com “vaquinhas que produzem pouco”.

Poucos meses antes, em junho, ele disse que no Sul e no Sudeste há mais pessoas trabalhando do que vivendo de auxílio emergencial, na comparação com as outras regiões do Brasil.  Após a repercussão negativa, ele afirmou que “foi mal interpretado” e pediu desculpas.

Fonte: BdF Minas Gerais

Edição: Larissa Costa


Relacionadas

  • Em MG, quase 5 milhões de trabalhadores não têm carteira assinada

  • Ambientalistas de Contagem (MG) denunciam empreendimento que ameaça Córrego Bom Jesus

BdF
  • Quem Somos

  • Parceiros

  • Publicidade

  • Contato

  • Newsletters

  • Política de Privacidade

Redes sociais:


Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.cc777sitemap